#2: America

Pra começar eu preciso te agradecer “obrigada” por me mostrar como eu não quero ser, por me fazer perceber o quanto minha liberdade é importante, o quanto meu amor próprio é indispensável

Querida você me fez viajar pelos becos mais perigosos em minha mente, me fez provar da tristeza até que viciei, me fez tanto mal que se eu tentasse tudo escrever o papel murcharia , a tinta da caneta secaria e minha mente em depressão novamente mergulharia

Você adorava me ver mal, adorava a minha tristeza, ela te alimentava e te fazia sentir melhor

Só agora percebo a tua forma de amar e ele é doentia. Você sabia que se eu me curasse perceberia o quão forte sou e como não preciso de ti, por isso que me machucava tanto e ainda me consolava, como uma boa crocodila você também chora enquanto devora suas vítimas

Você me fez provar o veneno da inveja tão cedo, eu era apenas uma menina assustada, mal sabia me defender e mesmo assim você não se importou e por isso meu bem eu te agradeço

Me tornei mais forte, tão forte que nem em 1000 vidas alguém novamente conseguiria me transformar naquele trapo do qual você se ria por ser tão estúpida, tão idiota

Meu bem, você me ensinou tantas licções que jamais poderei esquecer, me ensinou a ser tão forte para jamais voltar a sofrer e por isso eu agradeço do fundo do meu coração

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s